O diálogo e comunicação com a sociedade é indispensável para o OAMa. Afinal, criar pontes entre ciência e sociedade é o pilar sobre o qual construímos nossa organização.

Ninho construído por criança participante da atividade de divulgação científica interativa do "Dia de campo: descobrindo as aves"

Dia de campo: descobrindo as aves

Esse projeto de divulgação científica tem como objetivo comunicar sobre ciência, pesquisa científica, aves e conservação com crianças de forma interativa, participativa e flúida.

Anilhamento demonstrativo

Nos baseamos nas atividades de “anilhamento demonstrativo” comumente realizadas por observatórios de aves espalhados em todo o mundo. O anilhamento de aves é, em geral, a atividade central dos observatórios de aves. Essa atividade é uma técnica realizada para o estudo e monitoramento da avifauna, na qual é feita a captura, marcação, coleta de dados e liberação de vários individuos de aves. A marcação é feita com pequenos aneis de alumnio que, quando aplicados corretamente, não causam qualquer sofrimento à ave. Durante os anilhamentos demonstrativos os pesquisadores dos observatórios de aves convidam a comunidade local e de visitantes a observar a atividade de pesquisa em ação, dando oportunidade para as pessoas conhecerem como é feito o trabalho e fazerem perguntas ou comentários.

Membros da equipe do OAMa já participaram de anilhamentos demonstrativos, como visitantes e como anilhadores, em diversos observatórios do mundo. Nas fotos acima anilhamento demonstrativo em Israel – Eilat Birding Center, na California – Humboldt Bay Bird Observatory, em Ohio – Black Swamp Bird Observatory, também California – Point Reys Bird Observatory.

Mais interação

Na elaboração da atividade “Dia de campo” queríamos ir além do anilhamento demonstrativo, tornando a atividade ainda mais interativa e participativa, e criando um roteiro e materiais de apoio que pudessem ser aproveitados por outros observatórios de aves do Brasil e em diversas situações. Nossa proposta foi criar então um currículo interativo, com guias e sugestões de atividades para serem realizadas com os visitantes, tópicos e questões para serem abordadas e materiais para exposição e distribuição.

Nossos resultados

Na nossa versão 1.0 deste projeto elaboramos painéis expositivos, mesas de atividade interativa e um livreto (que ficou lindo, modéstia à parte) para distribuição. 

Realizamos duas manhãs de atividade com o público. A primeira foi fechada para os alunos da Escola Municipal Moacir Coelho Neto, da Serrinha do Alambari. Tivemos a participação de mais de 40 alunos entre 6 e 14 anos e seus professores responsáveis. Foi simplismente incrível. Deixamos o programa flexível para rumar conforme a interação, curiosidade e interesse das crianças. Afinal, o que é interessante e atrativo para alunos de 6, 7 anos definitivamente não é o que instiga os alunos de 13, 14 anos.

No segundo dia abrimos a atividade para a visitação de crianças visitantes e seus familiares ou responsáveis. O grupo foi menor e a experiência completamente diferente da do dia anterior, mas igualmente gratificante. As crianças (e os adultos também) estiveram super atentos e curiosos para conhecer todo o processo de pesquisa em campo pro estudo das aves. Participaram também com atividades de construir ninhos e conhecer mais sobre a reprodução das aves; puderam manipular e sentir penas de verdade e conhecer sua estrutura e variações; tiveram a oportunidade de experiementar em suas mãos ferramentas que usamos para estudar as aves em campo.

Fomos convidados à levar a atividade para o Avistar Rio de 2019, que aconteceu na Quinta da Boa Vista, na cidade do Rio de Janeiro. Dessa vez tivemos que reduzir e adaptar a atividade, já que o anilhamento das aves não deve ser feito em locais fora de nossas áreas de estudo e monitoramento.

Montamos um estande com as mesas de atividades interativas, fizemos a distribuição de livretos e conversamos com dezenas de crianças e adultos que passaram por lá. Foi, mais uma vez, uma experiência nova, diferente das demais, e extremamente enriquecedora. Conseguimos interagir com diversas crianças que não teriam a oportunidade de vir até a gente na Serra da Mantiqueira. Trocamos com pessoas que nunca tinham usado um par de binóculos e se encantaram, que nunca tinham tido curiosidade sobre as penas ou ninhos das aves e puderam tocar e conhecer mais sobre.

Um livreto pra levar para casa

A idéia de elaborar e distribuir gratuitamente esse livrinho visa estender a experiência para além da hora e local da atividade “Dia de campo”. Queriamos que os visitante pudessem levar a experiência para casa com eles com algo sólido, material, além das boas experiências e memórias.

Nesse livreto colocamos curiosidades, informações gerais, atividades de colorir e joguinhos. Ao longo de suas páginas tratamos de temas como origem das aves, os diferentes habitats, diversidade funcional, ciclo de vida das aves e ornitologia. Acreditamos que esse material, bastante diverso, tenha conteúdo e atividades para agradar crianças e adultos também!

 

Quer ganhar um livreto "Ornitologia pra todo dia"?

Estamos distribuindo algumas cópias dos livretos durante a pandemia para levar um pouquinho da atividade "Dia de campo" para quem está em casa se protegendo e protegendo os demais..

Para adquirir o seu, basta fazer o pedido do livreto na nossa loja online. O LIVRETO É GRATUITO, e no seu pedido será cobrado apenas o correio para envio.