No OAMa acreditamos que trabalhar com parceiros aumenta tanto a qualidade quanto a eficiência de nossos projetos e objetivos.

Nos dias atuais, tempo é um limitante importante em ações científicas e de conservação. Novos métodos de estudo e novas ameaças às espécies surgem diariamente. Acreditamos que uma forma de ultrapassarmos esse obstáculo é por meio de parcerias com instituições e pesquisadores das mais diversas áreas de conhecimento, que estejam direta ou indiretamente relacionadas às aves.

Quando criamos redes de colaborações, os participantes podem focar em sua área de expertise, fazendo uso mais eficiente de tempo e recursos financeiros, ao mesmo tempo em que participam de projetos holísticos que maximizam os esforços de conservação.

O OAMa, desde sua criação, tenta estabelecer colaborações com as diversas entidades com as quais tivemos a chance de interagir. Além disso, um de nossos projetos prioritários é o estabelecimento de uma rede de dados on-line com informações sobre projetos de pesquisas na área de ornitologia pelo Brasil. Com esta rede on-line de projetos ornitológicos visamos facilitar e promover a comunicação entre grupos de pesquisas no país, fomentar novas parcerias e auxiliar estudantes a encontrar oportunidades de estágio e treinamento no estudo das aves.

Se você tem interesse em saber mais sobre nossas parcerias e/ou quer saber como se tornar um parceiro do OAMa, entre em contato com a gente por aqui!

Parceiros

Klamath Bird Observatory – O Observatório de Aves de Klamath (KBO), localizado no Oregon, Estados Unidos, é uma organização não-governamental e sem fins lucratívos criada em 1996. Realizando pesquisa e treinamento de alta qualidade há mais de 20 anos, o KBO é hoje uma referência em conservação de aves e habitats nas Américas. O programa de treinamento do KBO alcança estudantes do mundo todo, em especial da América Latina. Nossa parceria com o KBO envolve a colaboração em projetos de pesquisa e a capacitação de nossos diretores para que possamos adaptar as experiências do KBO à nossa realidade.

 

Mata do Sauá – O grupo de agricultura orgânica da Mata do Sauá é formado por biólogos e engenheiros florestais que buscam conciliar a produção de alimentos saudáveis com a conservação da natureza. Como amigos, vizinhos e parceiros, OAMa e Mata de Sauá objetivam usar a comunidade de aves locais como indicadores da qualidade do habitat em que as produções agrícola orgânica e florestal não madereira estão inseridas. Por meio de sistemas agroflorestais (SAFs) e de conversão de antigos pastos em área de reflorestamento, os produtores da Mata do Sauá promovem a restauração florestal, enquanto os pesquisadores do OAMa monitoram a dinâmica da avifauna ao longo desse processo de regeneração.

 

Costa Rica Bird ObservatoriesA rede de observatórios de aves da Costa Rica (CRBO) é uma iniciativa para monitoramento das aves em uma escala nacional, com objetivo de promover e auxiliar a conservação de aves no país. CRBO recebe voluntários ao longo de todo o ano para este monitoramento de larga escala; participam de programas práticos para a conservação de espécies junto da comunidade rural local; e realizam uma ativa divulgação ciêntifica para o público geral. CRBO e OAMa são organizações que compartilham suas missões, métodos e objetivos. Nossa parceria com o CRBO inclui trocas de experiências e ideias e colaborações em projetos de pesquisa.

 

Silo – Arte e Latitude Rural – Silo é uma organização que promove o intercâmbio transdisciplinar entre diferentes áreas – sobretudo arte, ciências e tecnologias através de projetos culturais no meio rural. O OAMa atua nas frentes de ciência, ecologia e conservação junto da Silo, e a Silo atua como incubadora do OAMa. Mas Silo e OAMa compartilham muito mais que um CNPJ. Somos parceiros em missão e visão. Acreditamos juntos na multidisciplinaridade, na comunicação e dispersão de saberes. Compartilhamos idéias, projetos e ações para promover a maior integração entre ciência, pessoas e conservação.

 

Observatório de Aves Instituto Butantan – Sendo o primeiro Observatório de Aves do Brasil, criado em 2014, o Observatório de aves do Butantan deu o ponta-pé inicial para o estabelecimento deste modelo de realizar ciência, educação e conservação para as aves e habitats brasileiros. Este observatório também se situa na área de Mata Atlântica, e se diferencia do OAMa por estar imerso no habitat urbano! O monitoramento do Observatório de Aves do Butantan acontece nas matas do fragmento urbano do instituto Butantan, São Paulo, onde também promovem a ciência cidadã com o #vempassarinhar mensalmente e o evento anual Avistar. OAMa e Butantan são parceiros em ideias e projetos para a promoção de um monitoramento de longo prazo e larga escala no Brasil através do modelo de observatórios de aves, conectando ciência, conservação e educação.