Hospedagem EP

Estação de Pesquisa Refúgio da Boa

A Estação de Pesquisa Refúgio Boa Vista é a sede do OAMa e tem o enorme privilégio de estar localizada dentro de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) em um pedacinho muito especial da Mata Atlântica, a Serra da Mantiqueira.

O prédio da sede foi construído originalmente pelo proprietário da RPPN, Lino Matheus de Sá Pereira, para servir como uma pousada. Após alguns anos com a pousada já desativada, nosso caminho teve a sorte de cruzar com o caminho do Lino e de sua companheira, Nivea Leite, que se tornaram parceiros do OAMa quase que de imediato. É através dessa parceria que hoje o OAMa reside na Estação de Pesquisa Refúgio da Boa Vista.

Nossa sede e Estação de Pesquisa está aberta para hospedagem de entusiastas da natureza! Esta é também uma forma de apoiar o OAMa e nos ajudar a manter esta sede.

Recebemos hospedes na Estação de Pesquisa como uma forma de viabilizar a manutenção deste espaço para o OAMa. 100% do valor arrecadado com as diárias de hospedagem é usado para cobrir os custos de manutenção e serviços relacionados ao prédio e área da sede.

A estrutura para hospedagem

São 5 quartos, sendo uma “suite família” que acomoda até 4 pessoas, e 4 quartos que acomodam até 3 pessoas. Apesar do “grande” número de leitos, nosso limite é de receber até 10 pessoas por vez, assim ainda podemos oferecer um ambiente aconchegante e tranquilo pra quem esta procurando sossego.

A estrutura da estação conta com cozinha para uso coletivo, sala de estar com lareira, sala de leitura (com muitos livros sobre aves disponíveis!), salão de convivência, sauna a lenha e muita área externa pra contemplar a paisagem. Na área externa visitantes têm acesso à piscina natural (gelada!) que fica à uma distância de 10-15 minutos de trilha pela floresta. As trilhas internas da RPPN dão acesso também ao Vale da Prata, onde visitantes podem ir aproveitar a cachoeira depois de pouco mais de 1 hora de caminhada.

Para quem já curte a passarinhada e também para os novatos na observação de aves, a área não decepciona. As aves estão por toda a parte, dando show de diversidade! A vista não fica nada para trás, e em qualquer horário do dia você vai ter oportunidade de se perder em contemplar a paisagem.

Como funciona?

Para reservar um quarto é só entrar em contato com a gente por aqui, informando data de chegada e data de partida pretendida. Responderemos ao seu contato com a confirmação sobre a disponibilidade da data e mais detalhes.

A diária é de R$120,00 por quarto. São 4 quartos que acomodam até 2 adultos mais 1 criança e 1 quarto que acomoda 2 adultos mais duas crianças.

A hospedagem não inclui serviços de café da manhã, almoço e janta, mas dá acesso total à cozinha coletiva. O serviço de café-da-manhã, almoço e janta pode ser oferecido à combinar e com custos adicionais.

Informações importantes!

  • O acesso ao prédio é limitado, não sendo permitido o tráfego de veículos automotores até o local. Para chegar até a estação de pesquisa é necessária uma caminhada de cerca de 500 metros em moderada subida, ao longo de uma trilha bem aberta e agradável na mata. É preciso disposição e boa condição física!
  • O auxílio para levar mantimentos e malas para a estação pode ser combinado sem custos adicionais, dependendo apenas de disponibilidade e condições da trilha-estrada.
  • A estação de pesquisa NÃO É POUSADA, e por isso não são oferecidos serviços de quarto ou similares durante sua estadia.
  • Se hospedando com a gente você está ajudando a viabilizar a manutençã da sede-estação de pesquisa para o OAMa. Além de aproveitar a beleza e riqueza natural do local, você está apoiando esta causa!

Cursos

Como uma organização que se propõe a estar atuando tanto no âmbito da educação como na pesquisa, o OAMa tem o objetivo de realizar e apoiar cursos voltados para o público acadêmico bem como cursos que promovam a aproximação da sociedade com a ciência e conservação.

Cursos que já aconteceram:

Você encontra mais informações sobre o curso aqui.

O curso de muda e classificação de idade em aves é voltado para o público acadêmico, estudantes e pesquisadores na área de ornitologia, bem como para biólogos que trabalham com consultoria ambiental ou qualquer tipo de serviço que use a captura e manuseio das aves.

Este no entanto não é um curso de anilhamento ou de prática de técnicas de captura e manuseio de aves! Esse curso é sobre o estudo das penas e plumagens das aves para a classificação de idade usando o método W-R-P (Wolfe et al. 2010). Você pode ler um pouco sobre a classificação de idade em aves pelo W-R-P aqui, onde o pesquisador Dr. Jared Wolfe explica e ilustra o método que ele e colegas desenvolveram.

Cursos por vir:

Nenhum curso previsto. Para propor, sugerir ou indicar interesse em um curso específico, fale com a gente por aqui.